Bikepacking Holland: o guia definitivo para explorar a Holanda

Você já ouviu falar em mochilão, viajar com todos os seus pertences nas costas por países de culturas diferentes. E se você conhece bem a cultura da Holanda, sabe que o ciclismo é fundamental para a vida cotidiana. Misture os dois e você terá o bikepacking, trocando os passeios em ônibus noturnos por viagens sobre duas rodas. Ecologicamente correto, com economia de dinheiro e a chance de passar mais tempo na natureza, é a viagem perfeita para os desintoxicados digitais.

O bikepacking tem crescido em popularidade, especialmente na Holanda, à medida que os viajantes procuram explorar além de Amsterdã. A extensa rede de ciclovias do país e o famoso terreno plano tornam o bikepacking viável para muitos de nós, desde aqueles que não montam em uma bicicleta há anos até os obcecados por ciclismo. Com uma variedade de trilhas que vão de suaves a exigentes, de passeios de um dia a itinerários quinzenais, aqui está tudo o que você precisa saber para fazer um bikepacking na Holanda.

O que você precisa levar na mala?

Então, você decidiu fazer um bikepacking, mas como planejar, determinar a rota a seguir e o que levar na mala? Não há certo ou errado quando se trata de bikepacking. O importante é que você se divirta e conheça seus próprios limites. Lembre-se de que você deve carregar todos os seus pertences sobre duas rodas. Há albergues espalhados ao longo da rota, a maioria com máquinas de lavar roupa, portanto, traga apenas dois conjuntos de roupas e lembre-se de vestir-se em camadas!

Roupas:

  • Calças de ciclismo: Escolha bermudas ou calças de ciclismo boas e confortáveis que sejam ótimas para passeios longos. Elas são muito importantes para ficar confortável no selim.
  • Roupas casuais: Para as noites e os dias fora da bicicleta, traga roupas bonitas e práticas. Isso permite que você aproveite sua noite com conforto e estilo.
  • Jaqueta impermeável: a chuva é comum durante todo o ano na Holanda, portanto, traga uma jaqueta impermeável leve. Você ficará grato por ela!
  • Capacete: o capacete não é obrigatório na Holanda. No entanto, um boné de ciclismo para proteção contra o sol e para manter seu cabelo longe do vento é um ótimo acessório!

Equipamentos e ferramentas:

  • Kit de reparos: basta um kit básico para trocar um pneu furado
  • Luzes e equipamentos refletivos: essenciais para a visibilidade
  • Itens pessoais: protetor solar, produtos de higiene pessoal (tamanhos pequenos) e uma toalha pequena.
  • Ferramentas de navegação: um dispositivo GPS ou apenas seu smartphone com mapas off-line para garantir que você não se perca. Baixe um aplicativo como Komoot ou MEvpara obter mapas off-line confiáveis.
  • Dinheiro (em espécie ou cartão) e seu telefone!

Dica final:

  • Sshh!... This is a secret

    Discover the "next hot backpacker destination" this 2024.

    Just so you know, we will be able to see if you open our emails to help us monitor the success of our marketing campaigns. You will find further details in our data protection notice.

    Leve pouca bagagem: Quanto mais leve for sua carga, mais agradável será sua viagem.

Dicas gerais de bikepacking: saiba antes de ir

Antes de iniciar sua jornada de bikepacking, aqui estão algumas coisas que você deve saber:

Aluguel de bicicletas: se você não vai levar sua própria bicicleta, alugar é uma ótima opção. Procure lojas de aluguel que ofereçam bicicletas de passeio ou gravel, pois elas são ideais para o bikepacking. A maioria das empresas de aluguel também fornecerá kits de reparo e acessórios como capacetes. Muitos albergues também oferecem bicicletas que podem ser alugadas, portanto, se você estiver pedalando em um circuito, poderá alugá-las e devolvê-las na volta.

Melhor época do ano: a melhor época para fazer um bikepacking na Holanda é do final da primavera ao início do outono (abril a setembro). Esses meses oferecem um clima mais ameno e longas horas de luz do dia. No entanto, esteja preparado para chuvas ocasionais e leve as malas de acordo.

Experiência em ciclismo: não é necessário ser um ciclista profissional, mas um nível básico de condicionamento físico e conforto em uma bicicleta é essencial. Algumas rotas podem ser mais desafiadoras do que outras, portanto, escolha uma que corresponda à sua experiência e nível de condicionamento físico.

Mantenha-se flexível: embora seja bom ter um plano, parte da aventura é explorar caminhos inesperados. Esteja preparado para ajustar sua rota ou programação durante o percurso.

Estimativas de custo: aqui estão algumas estimativas aproximadas:

  • Aluguel de bicicleta: € 20 a € 40 por dia
  • Acomodação: os albergues podem variar de € 30 a € 50 por noite
  • Alimentação: espere gastar de € 10 a € 30 por dia, dependendo se você cozinhar ou jantar fora (a maioria dos albergues tem cozinhas que podem ser usadas)

Os custos totais podem variar de € 75 a € 125 por dia, dependendo de suas escolhas.

Aumente o zoom no mapa para ver os locais e albergues ao longo da rota

itinerário de bikepacking de 4 dias

Dependendo de quanto tempo você deseja fazer um bikepacking e das atrações que deseja ver, você pode personalizar seu itinerário. Aqui, compartilharemos um itinerário de 4 dias para aqueles que procuram um fim de semana prolongado e uma opção de 9 dias para aqueles que querem ver mais do país.

Dia 1: Chegada em Roterdã

Explore a arquitetura moderna de Roterdã, visite o Market Hall para saborear as iguarias locais e passeie ao longo do rio Maas. É aqui também que você pode pegar sua bicicleta alugada no hostel ROOM e carregar suas coisas.

hospedagem: Hostel ROOM Rotterdam

Dia 2: Roterdã a Haia (31 km)

Após o café da manhã, comece sua viagem pedalando de Roterdã em direção a Delft, uma cidade pitoresca que combina o charme histórico com uma vibrante atmosfera estudantil. Explore o centro histórico de Delft, com seus tradicionais canais holandeses, a icônica Oude Kerk e a Nieuwe Kerk, que têm muita história. Depois de Delft, a rota o levará por uma paisagem rural cênica, levando a Haia. Esse é o coração político da Holanda, onde você pode visitar o Palácio da Paz e o charmoso centro antigo da cidade.

Atividades: Haia oferece algo para todos. Mergulhe em ruas animadas adornadas com mercados coloridos e deliciosas iguarias locais. Outras coisas legais para fazer são Madurodam (Holanda em miniatura), a praia de Scheveningen e uma festa à noite no Het Paard.

estadia: Will & Tate City Stay em Haia

Dia 3: Haia a Noordwijk (26 km)

Praia de Noordwijk

Parta de Haia, pedalando pelo Westduinpark, uma bela área de dunas que oferece vistas deslumbrantes do mar e da natureza. Esse caminho o leva ao longo da costa em direção à cidade litorânea de Noordwijk, conhecida por sua atmosfera descontraída e belas praias. Tome uma boa taça de vinho gelado e faça um almoço gastronômico no badalado De Branding. Você também pode aproveitar a praia, pegar emprestada uma das pranchas de surfe do albergue ou visitar a Space Expo.

Atividades: durante os meses de primavera, não deixe de visitar os Jardins Keukenhof, em Lisse. Em Leiden, não muito longe de Noordwijk, explore o Naturalis Biodiversity Center, onde você encontrará uma notável coleção de espécimes de história natural, e o inovador Corpus Museum. Em Leiden, você também pode desfrutar de passeios pitorescos pelos canais de Leiden.

estadia: Flying Pig Beach em Noordwijk

Dia 4: Noordwijk a Haarlem pelos campos de flores (somente na primavera) – 30 km

Esta é, de longe, a parte mais colorida de sua viagem, especialmente na primavera, quando os campos de flores florescem. Pedale por campos de tulipas e outras flores, uma bela colcha de retalhos de cores. A rota o levará a Haarlem, uma cidade conhecida por sua rica história, belos edifícios antigos e ruas pequenas e aconchegantes.

Atividades: Frequentemente chamada de “mini-Amsterdã”, em Haarlem você pode conhecer os tradicionais canais holandeses; alugue um barco por um dia e faça um cruzeiro pelos canais. Reserve um tempo para explorar o Museu Teylers, no centro da cidade, o primeiro e mais antigo museu da Holanda, inaugurado em 1784! Nos arredores de Haarlem estão as praias idílicas de Zandvoort e Bloemendaal. A rota de bicicleta do centro de Haarlem até o Mar do Norte é famosa por sua beleza, pois você passa pelo parque nacional e pelas dunas. Aqui você vai da cidade ao mar em menos de 30 minutos.

De Haarlem, você pode pegar o trem de volta para Roterdã e devolver sua bicicleta no Hostel ROOM. É possível levar a bicicleta no trem fora do horário de pico por € 7,50. Mas, se tiver apetite para mais, você também pode continuar sua aventura de bicicleta.

🏘 Estadia: Hello I’m Local em Haarlem

itinerário de 9 dias: O circuito das terras baixas

Se o sol estiver brilhando e você ainda tiver energia e tempo, por que não continuar sua aventura holandesa de ciclismo? Aqui explicaremos como continuar sua viagem por mais 5 dias.

Dia 5: Haarlem a Zaandam via Zaanse Schans (29 km)

Zaanse Schans, Patrimônio Mundial da Unesco

Depois de um saboroso café da manhã no Hello I’m Local, prepare-se para seguir em direção a Zaandam, onde se encontra o Zaanse Schans, patrimônio mundial da UNESCO. Esse museu a céu aberto oferece uma visão da vida holandesa dos séculosXVIII eXIX, com moinhos de vento em funcionamento, casas tradicionais e oficinas de artesanato.

hospedagem: City Trip Hostel em Zaandam

Dia 6: Zaandam a Utrecht via Amsterdã (57 km)

Canais de Utrecht

Hoje você se sentirá como um verdadeiro local ao pedalar até Amsterdã! Admire os canais icônicos e a vida vibrante da cidade enquanto se desloca sobre duas rodas pela capital. De lá, experimente a serenidade do campo holandês e veja os famosos fortes da linha d’água holandesa. O dia termina em Utrecht, uma cidade com uma rica história medieval, combinada com uma energia jovem com muitos terraços, cafés e restaurantes.

hospedagem: Strowis Hostel em Utrecht

Dia 7: Utrecht a Tilburg pelo Parque Nacional Loons & Drunense Duinen (83 km)

Biblioteca LocHal em Tilburg

Hoje é um dia desafiador e você pode estar cansado dos últimos dias, mas vale a pena! Esse trecho oferece uma mistura de paisagens culturais e naturais, incluindo uma passagem pelos deslumbrantes Loonse e Drunense Duinen. As dunas de areia movediças proporcionam um cenário dramático para sua viagem até Tilburg, uma cidade conhecida por sua história em têxteis e lã. A Universidade de Tilburg oferece uma comunidade estudantil vibrante e um excelente cenário cultural. Espere por museus, teatros e concertos ao vivo no famoso parque Stadsbos 013.

Atividades: Os destaques incluem os eventos do Piushaven, o parque da cidade e a torre de observação do Spoorpark e o Stadsbos 013 para a prática de mountain bike. Visite a biblioteca LocHal, um edifício que ganhou vários prêmios, incluindo o World Building of the Year. E não se esqueça de dar uma olhada na mundialmente famosa Abadia de Koningshoeve, onde os monges fabricam a cerveja La Trappe!

hospedagem: Hostel Roots em Tilburg

Dia 8: Tilburg a Dordrecht via Parque Nacional De Biesbosch (63 km)

Parque Nacional De Biesbosch

Saindo de Tilburg, pedale por mais áreas rurais antes de chegar ao Parque Nacional De Biesbosch, rico em água. A área é um paraíso para os amantes da natureza, oferecendo um contraste tranquilo com os ambientes urbanos do início da viagem.

hospedagem: Stadsklooster em Dordrecht

Dia 9: Dordrecht a Roterdã via Kinderdijk (29 km)

Patrimônio Mundial da Unesco de Kinderdijk

O último dia da rota é um dia fácil para encerrar a viagem. A etapa final o levará pela icônica Kinderdijk, um local da UNESCO conhecido por seus 19 moinhos de vento, tendo como pano de fundo a paisagem holandesa. Daqui, você retornará a Roterdã, completando sua volta de bicicleta pela Holanda. Coloque os pés para cima e desfrute de uma refeição bem merecida para concluir sua viagem em Roterdã.

hospedagem: Hostel ROOM Rotterdam

Procurando mais?

Vá para Bikepacking Holland para mais rotas e confira mais albergues de bikepacking ao longo do caminho:

kings Inn City Hostel, Alkmaar

hostel & Bar De Basis, Zwolle

Faça o download do aplicativo Hostelworld para começar a conhecer pessoas desde o momento da reserva


Você também pode gostar… 🤩

💚 Guia do viajante para compensação de carbono

albergues ecológicos perfeitos para o viajante sustentável

as melhores atividades sustentáveis para incrementar sua próxima viagem

Get the App. QRGet the App.
Get the App. QR  Get the App.
Rolar para o topo