Altas ondas: os melhores lugares para surfe no mundo

Language Specific Image

“Além de surfar, no que mais você pensa?” “Na verdade, não muita coisa…” Quando comecei a surfar, eu não queria fazer mais nada. Eu era jovem e costumava pegar carona pela costa da Austrália com meus amigos, passando a noite em arbustos quando descobríamos que os novos pontos de surfe eram muito longe para nossos pais nos levarem ou buscarem. Mesmo quando comecei a viajar pelo mundo, pegar onda era tudo o que eu queria fazer, e como resultado, a maioria dos lugares que fui giravam em torno do surfe. Obviamente, é impossível ignorar o lado cultural dos destinos que você conhece, então depois de um tempo, eu comecei a misturar as duas coisas – mas o surfe sempre será meu amor de viagem número um. Então, aqui está uma lista dos dez melhores pontos de surfe ao redor do mundo que eu nunca vou esquecer – não importa o quanto eu continue a viajar e surfar.

Islândia

Eu fui para a Islândia no meio do inverno, o que recomendo fortemente. Os dias eram curtos e o clima muito extremo (de sol para tempestades de neve que escurecem o céu em poucas horas), mas isso significava que você deve ser muito mais motivado. A costa da Islândia é robusta e crua – e você logo vai perceber que está exposto a tudo o que os elementos da natureza têm para jogar em você. Manhãs escuras foram gastas dirigindo para encontrar o lugar certo para ver o sol nascer – e um ponto ou enseada que estivesse protegido do vento. Era na base da tentativa e erro, mas quando consegui ir contra todas as probabilidades e acertar, tive momentos inesquecíveis. Imagine ficar no meio do oceano sem ver nada além de montanhas vulcânicas cobertas por neve até onde a vista alcança, nem uma única pessoa, nenhum carro, nenhum edifício. É uma experiência quase inconcebível. Sem falar em pegar um tubo enquanto via a neve caindo suavemente na água… alucinante. A Islândia ainda detém o lugar das minhas ondas mais memoráveis de todos os tempos.

Hostels Na Islândia

best surf spots in the world @holidayfromwhere Iceland resizeIslândia 📷@holidayfromwhere

Saara Ocidental

O Saara Ocidental e a Islândia se mostraram surpreendentemente semelhantes, apesar de serem opostos em relação às condições meteorológicas. Este é outro lugar remoto, onde você pode facilmente percorrer vários quilômetros sem encontrar outra alma. A paisagem era tão árida e desolada que você se sente completamente isolado do resto do mundo, mas da melhor maneira possível. Não havia muita informação sobre surfar aqui, então o planejamento foi difícil, mas isso só aumentou a aventura. Nós decidimos apenas chegar e alugar uma van com uns amigos, empacotar as pranchas e comida, e dirigir. Verificamos o Google Earth para possíveis pontos interessantes e locais com recifes e paramos em todos os lugares que achamos que poderia ser bom. Isso nos levou a algumas descobertas incríveis, sem ninguém por perto. Depois de quase um mês lá, só vimos outros surfistas algumas poucas vezes. As praias para surfe eram longas e divertidas, com ondas consistentes, especialmente no inverno, quando estávamos por lá. Ser perseguido na praia pelos militares por “acidentalmente” remar em uma zona restrita também é algo que nunca vou esquecer.

best surf spots in the world @giacomo_brando Western SaharaDakhlah, Saara Ocidental 📷@giacomo_brando

Havaí

A costa norte de Oahu, no Havaí, é um campo de testes intenso para o surfe. É o lugar onde surfistas profissionais e em ascensão de todo o mundo se reúnem todos os anos, apenas para ter um gostinho do que esse trecho de sete milhas de praia tem para oferecer. Eu passei três temporadas diferentes por lá, mas a primeira foi a mais memorável, com certeza. É algo que você nunca esquece. Todos os surfistas já viram inúmeros vídeos desse lugar ao longo dos anos (construindo expectativas de medo e empolgação). Quando você finalmente está lá e vê o swell, não tem como não ficar extremamente nervoso, pensando na sua capacidade de pegar onda nesse destino icônico. A primeira vez que você surfa em Pipeline (um recife de surfe de Ehukai Beach Park em Pupukea, na Costa Norte de O’ahu), é um fluxo constante de adrenalina pura. Há uma mistura caótica de profissionais, amadores famintos, locais cheios de testosterona e ondas que são maiores que as casas onde crescemos. Esse tipo de coisa pode soar assustadora ou horrível, mas se você cresceu surfando, vai ficar completamente admirado com toda a situação. Você vai tomar algumas das mais fortes pancadas por causa de ondas que pode imaginar, mas também vai ver os maiores e mais extremos tubos sendo descidos pelos melhores surfistas do mundo. Levei mais de três horas para pegar minha primeira onda lá (não por falta de tentativas – a multidão pode ser um pouco intensa nas ondas perfeitas), mas quando finalmente consegui, foi na maior onda que já tinha descido até aquele momento. O Havaí é diferente de qualquer outro lugar onde você vai surfar: suas ilhas são tão bonitas que a maioria dos viajantes iria adorar explorar, mas eu conheço pessoas que já foram lá várias vezes e não conheceram uma única cachoeira ou escalaram uma montanha. O oceano é um ponto decisivo para a maioria dos surfistas e, se você decidir que está pronto, nunca vai se arrepender da decisão. Pessoalmente, passei a maior parte do tempo em Pipeline e nas proximidades do Backdoor, mas se você quiser algo mais relaxado, pode ir até um lugar próximo que os locais chamam de V Land. São cerca de 15 minutos de carro e tem tubos bem divertidos, além de uma vibe mais descontraída. O Keiki Shorebreak, localizado na costa de Oahu, também é outro ótimo refúgio para ondas divertidas, onde você não vai se preocupar com o resto do mundo por algumas horas.

Hostels no Havaí

best surf spots in the world @wypeoutchef HawaiiOahu, Havaí 📷@wypeoutchef

Tonga

Tonga se tornou um popular destino de viagem nos últimos anos, e por boas razões. Essa ilha tropical dos sonhos é o lugar perfeito para ir se você tiver um marido ou esposa que não pega onda. A observação de baleias e as praias são, indiscutivelmente, algumas das mais pitorescas e incríveis do mundo, o que é perfeito, porque o surfe pode ser um pouco instável por aqui. Eu peguei a alta temporada durante um ano supostamente bom e consegui ondas incríveis – mas foram várias ondas perfeitas por oito horas seguidas em um dia, e no dia seguinte, nada. É nesse ponto as atrações que o resto da ilha tem para oferecer vem a calhar: a areia é dourada, os coqueiros são altos e a água é cristalina (por isso é bom trazer uma máscara de snorkel). Estas foram férias de surfe bem mais relaxantes do que os outros lugares que falei, e se tivesse alguma companhia, teria sido perfeito. Eu ficava sempre vagando e pensando em como tudo era romântico. A área de surfe principal por aqui é no canto noroeste da ilha, e consiste em uma série de recifes, sendo que meus dois favoritos foram Corners e The Bowl.

Hostels em Tonga

best surf spots in the world @sparrowfarlow TongaHa`atafu, Tonga 📷@sparrowfarlow

Peru

O Pero pode não ser o primeiro lugar que você lembra quando pensa em destinos de surfe, mas seu longo litoral possui algumas ondas absolutamente incríveis. Isso inclui a esquerda mais longa do mundo, Playa Chicama, que é o paraíso para canhotos ou para quem curte surfar de backhand. Há também um estranho fenômeno que ocorre no norte do Peru e que nunca experimentei antes, onde duas correntes se encontram ao sul de um surpreendente point break chamado Cabo Blanco. Isso significa que, ao contrário da maioria dos lugares onde a água fica mais quente ou mais fria gradualmente à medida que se dirige para norte ou sul, a água de Cabo Blanco mantém a mesma temperatura agradável durante todo o ano (mas se você for 20 minutos ao sul, ficaria mais confortável em uma sauna). Além do surfe, eu absolutamente adorei o Peru pelo fato de poder passar duas semanas na praia, pegando ótimas ondas, e depois pegar um ônibus por algumas horas e caminhar por incríveis montanhas cobertas de neve ou cidades antigas. Sem mencionar que o país faz fronteira com as águas frias e cheias de recifes do Chile ao sul e com as águas quentes e tropicais no Equador ao norte.

Hostels no Peru

best surf spots in the world @clarak PeruHuanchaco, Peru 📷@clarak

Nicarágua

A Nicarágua é um dos meus destinos de surf preferidos de todos os tempos. Se você começar pelo sul, se verá em um pequeno trecho da costa que é abençoado por ventos offshore quase todos os dias do ano, por causa de um lago interior que cria um microclima perfeito para o surfe. O lugar também tem cerca de uma dúzia de lugares legais para surfar e muitos ótimos hostels em San Juan Del Sur. Descer um vulcão com uma prancha também é uma atividade bem divertida, que você pode experimentar por aqui nos dias sem ondas. À medida em que avança para o norte, você também vai ter essa imensa variedade de ondas, desde de grandes bombies (como os australianos chamam as ondas grandes que quebram mais para o mar), ondas estourando nos recifes ou em fundo de areia. Lugares como o The Boom, ao norte, têm ondas divertidas o ano inteiro. As praias da Nicarágua podem ficar meio lotadas, mas é fácil se afastar das multidões se você estiver disposto a fazer um pouco mais de esforço ou se tiver seu próprio carro. O Gallo Pinto (um prato tradicional de feijão e arroz) é também um ponto alto dessa parte do mundo e uma refeição pós-surfe perfeita, algo que sinto falta quase todos os dias.

Hostels em Nicarágua

best surf spots in the world @dankempster📷@dankempster

Austrália

A Austrália é, provavelmente, o lugar com maior diversidade de ondas do mundo. A costa é interminável, mas se você está planejando uma viagem de surfe e quer um tipo específico de onda, tudo o que você precisa fazer é escolher a parte certa da Austrália e pé na estrada. O trecho de Noosa até Sydney tem uma sequência constante de incríveis point breaks para longboards e iniciantes, ou, quando elas estão mais intensas, ótimas para os mais experientes. A parte que vai da Gold Coast até a NSW South Coast é recheada de beach breaks e recifes para todos os momentos, desde pequenas ondas para se divertir, até ondas gigantescas. Da região dos limites de Victoria e seguindo por todo o caminho até Austrália Ocidental você vai ter grandes áreas despovoadas, onde vai ter ondas incríveis só para você e alguns amigos, com as exceções de Melbourne e Adelaide. A Austrália Ocidental é o estado do swell interminável; pode nem sempre estar perfeito, mas sempre vai ter ondas para quem realmente quiser surfar. Nas raras ocasiões em que não tem surfe, você pode passar o tempo vagando por uma incrível quantidade de praias de areias brancas ou douradas. A viagem perfeita de surfe pela Austrália é formada pelo carro certo (um station wagon, um 4×4 ou uma van), uma barraca, um fogão a gás, algumas pranchas de tamanhos variados e tanto tempo quanto você puder passar por lá. Apesar de falar isso, eu já empacotei várias pranchas em um carro básico duas portas e dirigi pela Austrália duas vezes, então não deixe um carro pequeno te impedir. Se você quer começar a surfar ou apenas melhorar suas habilidades, lugares como Noosa, Gold Coast e Byron Bay são perfeitos. Esses locais têm muitos hostels que normalmente oferecem aulas de surfe que incluem tudo o que você precisa, além de um instrutor e transporte. Esse pode ser o começo de um amor para a vida toda.

Hostels na Austrália

best surf spots in the world @jonospiteriphotography AustraliaBells Beach, Austrália 📷@jonospiteriphotography

Itália

A Itália parece um lugar altamente improvável para uma viagem de surfe, mas acontece que a cena por lá é muito boa. A primeira vez que fui, estava apenas viajando pela Europa e tinha as pranchas no carro depois de passar por França, Espanha e Portugal. Eu estava em uma pequena cidade chamada Levanto, ao norte de Cinque Terre, onde íamos fazer a caminhada no dia seguinte. O tempo ficou terrível e acabamos dormindo no carro naquela noite, quando fomos atingidos por uma tempestade horrorosa. Pela manhã, quando acordamos, estava tudo completamente calmo e dirigimos para a praia para ver o sol nascer e dar um mergulho. Quando o sol começou a subir, vimos essas pequenas ondas perfeitas na altura do ombro, então pegamos a prancha e caímos na água. Fomos os primeiros a chegar e não esperávamos ver mais ninguém por lá, até que, do nada, italianos com enormes sorrisos começaram a chegar com suas roupas de mergulho e pranchas. Uma cena de surfe era a última coisa que eu esperava ver em uma cidadezinha tão pitoresca, que deve ter apenas poucos dias de ondas boas no ano. A Itália foi diferente de todos os outros lugares onde já surfei, com ondas esporádicas e nunca muito grandes. Mas ao ficar no meio do oceano e olhar para a costa, especialmente em certas áreas como a que falei antes, tive uma vista que jamais vou experimentar em qualquer outro lugar.

Hostels na Itália

best surf spots in the world @holidayfromwhere Italy resizeLevanto, Itália 📷@holidayfromwhere

Ilhas Cook

Fui para as Ilhas Cook no meio do inverno local e a água era tão morna que era impossível usar trajes de mergulho compridos. Tive ondas divertidas e bons ventos quase todos os dias. Não eram ondas muito grandes, mas quase sempre na altura da cabeça ou um pouco mais altas. O surfe nas Ilhas Cook é apenas uma mistura constante de vários tubos. No entanto, vi os recifes mais rasos onde já surfei, a um ponto em que, se você caísse da prancha, tinha uma chance de 90% de atingir o fundo. Voltei com mais cicatrizes que tinha quando cheguei, mas o número de ondas surpreendentes valeu a pena. Culturalmente, foi bem animado: a ilha principal é pequena e em cerca de 30 minutos de scooter você conhece o lugar inteiro. Há também uma grande e linda montanha para escalada, com picos bem no meio da ilha. Praias de areia branca, águas mornas e cristalinas e palmeiras também são frequentes. Tudo a um voo de 6 horas saindo da Austrália.

Hostels nas Ilhas Cook

best surf spots in the world @ardieljimenez Cook IslandsRarotonga, Ilhas Cook 📷@ardieljimenez 

Porto Rico

Quando você fala de Porto Rico e surfe, todo mundo pensa em Rincon. Sim, é super divertido, mas você sempre vai encontrar centenas de pessoas e está longe de ser a melhor onda da ilha. Se você alugar um carro e dirigir um pouco para norte de Rincon, vai encontrar muitas ondas incríveis e quase ninguém para dividir. Se estiver realmente interessado em ondas vazias, provavelmente poderá encontrar uma para você todos os dias. Normalmente, o inverno é a melhor estação para ondas em Porto Rico, com variações que vão desde muito altas e pesadas até super longas e divertidas. Porto Rico em si é uma mistura eclética e meio obscura de cultura latina e norte-americana. É vibrante e bonito, com pessoas cantando, dançando e falando espanhol, mas com um Walmart logo ao lado. Além do surfe, o lugar tem atividades intermináveis – tanto que, depois de um mês, senti como se não tivesse visto quase nada das várias cachoeiras, montanhas e todas as outras belezas naturais que são abundantes no lugar.

Hostels em Porto Rico

best surf spots in the world @zachpearsonphotography Puerto RicoRincón, Porto Rico 📷@zachpearsonphotography

Hostels em Porto Rico

Porque não guardar esse artigo no Pinterest para ler mais tarde? 👇👇

❓ Qual foi o lugar mais inesquecível que você já surfou? Fale nos comentários!👇

🏄 Quer mais informações sobre surfe? Veja esses outros artigos:

📚Sobre O Autor 📚

Dane Faurschou é um fotógrafo, surfista e viajante de Byron Bay, na Austrália, que divide seu tempo entre o oceano e as montanhas Atualmente, ele está dirigindo do Canadá até a Patagônia para encontrar quantas ondas e montanhas forem possíveis, e tudo o mais no meio do caminho. Siga suas aventuras em seu blog, Instagram e Facebook

Siga O Nosso Blog Com Bloglovin

Deixe um comentário

Get the App. QRGet the App.
Get the App. QR  Get the App.
Rolar para o topo