Sem muita grana para viajar? Listamos os melhores países para viajar com a alta do dólar

A alta na cotação do dólar se tornou uma realidade em 2018, assustando muitos viajantes que pretendiam viajar para fora do Brasil. A questão é: como viajar para o exterior mesmo com o dólar tão caro?

A verdade é que viajar para os Estados Unidos e para os países da Europa Central começa a pesar muito no orçamento. A sugestão é procurar países com moedas que tenham uma melhor taxa de conversão em relação ao real, ou até mesmo o câmbio desvalorizado em relação a nossa moeda.

Há vários países interessantes para visitar quando o cenário cambial não é dos melhores, como você pode conferir neste post!

Turquia

A Turquia é um país incrível e que deveria ser mais visitado por todos. O boom dos viajantes brasileiros para lá foi na época da novela Salve Jorge, chegando a dobrar a quantidade de turistas.

Quando se analisa os números do turismo no país,  a gente fica impressionado. A Turquia recebe quase 40 milhões de turistas estrangeiros todos os anos e está no Top 10 de países mais visitados do Mundo. Para se ter uma ideia, o Brasil recebeu 6,5 milhões de turistas estrangeiros em 2017.

A histórica Istambul (antigamente chamada de Constantinopla) é a cidade mais visitada do país e uma das nossas cidades preferidas fora do Brasil.

Ela conserva uma arquitetura variada, já que ela foi capital do Império Romano, Bizantino e Otomano. Imagine a quantidade de palácios, muralhas, igrejas e mesquitas que tem por lá, além dos famosos bazares.

Mas há outros motivos para visitar Istambul, como a sua posição geográfica, com um lado asiático e outro europeu. A cidade tem uma mistura de culturas e maneiras diferentes de viver e a culinária é muito boa. O Grande Bazar é impressionante, assim como os minaretes das mesquitas e suas orações cinco vezes por dia.

Além de Istambul, outro lugar famoso e muito interessante para visitar na Turquia é a Capadócia, com voos de balão sobre o Vale dos Monges.

Quem nunca viu as belas fotos com balões sobrevoando paisagens que parecem de outro planeta? São incríveis!

O interessante é que a Turquia é um país com turismo para vários gostos. Há outros lugares no país que são poucos falados, mas merecem ser visitados. Pamukkale, por exemplo, tem piscinas termais em terraços de calcário, formando um cenário deslumbrante. Há também cidades históricas, como Éfeso.

No litoral, os destaques são Antália, Fethiye e a quase grega Bodrum. Já as melhores praias da Turquia, nós encontramos em Çesme e Oludeniz. Água transparente e areia branquinha fazem parte do litoral turco.

E está barato viajar para a Turquia? Atualmente, 1 real compra cerca de 1,20 liras turcas. Em meados de 2016, o real valia menos do que a lira turca. Para exemplificar: 1 real comprava apenas 0,80 lira turca. Além da questão do câmbio favorável, a Turquia não exige visto para brasileiros e  a imigração para entrar no país é tranquila.

México

O México é um destino de viagem que mescla bons preços e atrativos turísticos diversos, indo muito além de Cancún.

Os brasileiros costumam ficar preocupados com os índices de violência do país e é claro que é preciso tomar cuidado com a segurança, mas a maioria dos turistas que viajam pelo Brasil já sabe como se precaver.

📷@marymuugoround

Além disso, o peso mexicano vem se mantendo desvalorizado frente ao dólar desde a eleição para presidente dos EUA, no final de 2016.

Há muitos lugares para visitar no México, com destaque para as cidades coloniais ricas em arquitetura e cultura e também praias maravilhosas.

A  gente recomenda muito que você visite a cidade de Oaxaca! Espere encontrar uma cultura super interessante, bela arquitetura e ótimos sabores. Com construções do século XVII, belíssimas igrejas e ruas de pedra, você se sentirá verdadeiramente em uma cidade mexicana. Oaxaca é muito procurada pelos próprios mexicanos durante as datas festivas. Na região, há também os sítios arqueológicos de Monte Albán, Mitla, Yagul e Dainzú.

Cheap Places to Travel 2018 - Oaxaca, Mexico

📷@mrtakeiteazy

Já a Baixa Califórnia difere bastante de Oaxaca. Los Cabos é a região mais turística da Baixa Califórnia, englobando as cidades de Cabo San Lucas e San José del Cabo.

Em Cabo San Lucas, muito movimento, festas e restaurantes ditam o ritmo agitado da cidade. San José del Cabo conserva ruas de pedras e clima tranquilo. Entre as duas cidades fica o “corredor” com 33 km de praias e atrações.

Vale a pena destacar outras cidades e lugares para visitar no México, como a colonial Guanajuato, a tradicional cidade de Guadalajara, os emblemáticos sítios arqueológicos de Chichen Itzá e Teotihuacan e as belas praias de Cozumel e Tulum.

Argentina

A Argentina é o nosso vizinho predileto, sendo uma ótima alternativa de destino de viagem durante as épocas de dólar valorizado. Desde meados de 2017, o peso argentino vem se desvalorizando frente ao real, o que torna a viagem mais econômica para os brasileiros, apesar da inflação crescente no país vizinho.

Buenos Aires, Bariloche e alguns destinos da Patagônia são os mais visitados pelos brasileiros. Mas a gente garante, como a Argentina é um país grande, há muitas paisagens naturais para conhecer.

📷 @dburka

Que tal na sua viagem à Foz do Iguaçu, visitar também as Cataratas del Iguazú? O passeio pelo lado argentino das Cataratas é mais imerso na natureza, com diversas trilhas.

Outro destino focado na natureza, mas completamente diferente das Cataratas, é a Península Valdés. Essa península e redondezas, como Trelew e Puerto Madryn, são destinos na Patagônia para ver animais marinhos, como pinguins, golfinhos, baleias e leões marinhos.

É claro que na Patagônia, o Parque Nacional dos Glaciares em El Calafate é um dos destaques do turismo, onde você pode se surpreender com os glaciares Spegazzini, Upsala e Perito Moreno.

Se você é um fã da natureza, você precisa percorrer a Rota dos Sete Lagos? Localizada entre as cidades de San Martín de los Andes e Villa La Angostura, a Rota é super diversa com montanhas com neve, áreas com vegetação e lagos cristalinos.

Para quem busca um lugar inesquecível, a Quebrada de Humahuaca precisa entrar na sua lista de desejos de viagem. A Quebrada de Humahuaca é Patrimônio da Humanidade pela UNESCO devido à beleza natural dos desertos andinos, com cerros avermelhados, e por ter feito parte do Camiño Inca.

Outro Patrimônio da Humanidade é o Valle de la Luna argentino, que faz parte do Parque Provincial Ischigualasto. É um lugar lindo e ainda tem um valor históric, por ser uma região com fósseis.

Vale destacar as excelentes vinícolas de Mendoza, o majestoso Aconcágua e a beleza de Bariloche, seja no inverno ou no verão. É claro que Buenos Aires também merece ser visitada (e mais de uma vez!).

África do Sul

A África do Sul é mais um destino interessante para ser visitado com o dólar em alta. O rand sul-africano teve uma desvalorização semelhante a do real nos últimos tempos. Atualmente, 1 real compra 3,50 rands.

Quando se pensa na África do Sul, logo lembramos da Cidade do Cabo, uma cidade tão linda que chega a ser comparada ao Rio de Janeiro.

Você vai encontrar praias maravilhosas como Camps Bay Beach, Clifton Beaches, Boulders Beach, Muizenberg Beach e Llandudno Beach. As montanhas famosas Table Mountain, Lion’s Head e Signal Hill são imperdíveis completam esse cenário lindo.

A atração mais visitada está na Cidade do Cabo, é o Victoria & Alfred Waterfront, uma área com shoppings, lojas, restaurantes, aquário, museu marítimo e porto.

Do Victoria & Alfred Waterfront sai o barco para o passeio a Robben Island, ilha onde Mandela esteve preso durante a sua luta contra o apartheid.

Além da Cidade do Cabo, você pode ir às vinícolas próximas ou partir para outras cidades turísticas do país como Stellenbosch, Durban e Joanesburgo. Sem falar da experiência dos safaris, como o famoso Parque Nacional Kruger.

Vietnã

O Sudeste Asiático é uma boa escolha para fugir da alta do dólar. E o Vietnã está no topo da nossa lista. O dong vietnamita é uma moeda desvalorizada em relação ao real e o país ainda não é um destino tão badalado quanto a Tailândia.

O Vietnã é um destino distante do Brasil, mas as promoções de passagens aéreas para o Sudeste Asiático costumam compensar, com valores próximos aos das passagens para a Europa.

📷@iamigerbase

Você só deve prestar atenção ao período das monções no Sudeste Asiático. No caso do Vietnã, há duas estações com monções. O nordeste do país é atingido de outubro até o final de março por chuvas fortes. Já a parte sudoeste tem as monções de abril até final de setembro.

Não recomendamos viajar durante a época de chuvas intensas, porque conhecer as cidades fica impraticável e, dependendo da situação, até perigoso.

O Vietnã tem muita coisa interessante para conhecer, como: o famoso delta do Rio Mekong; as três mil ilhas na impressionante Baía de Ha Long; a beleza da arquitetura francesa de Da Lat; a cultural cidade de Sapa no norte do país; Hue, a antiga capital da dinastia Nguyen; a bela e cheia de atrações Hoi An; a movimentada Hanói e a cidade de Ho Chi Minh (antiga Saigon).

📷 @iamigerbase

Todos esses destinos costumam estar presentes em um roteiro pelo país. Sem falar da comida, que é maravilhosa e com ótimos preços.

Indonésia

O interessante de ir ao Sudeste Asiático é que você pode combinar outros países para montar um roteiro incrível e bem econômico. Há muitas companhias aéreas de baixo custo que operam no continente, o que facilita bastante o deslocamento. Um dos países que você pode combinar com a viagem ao Vietnã é a Indonésia.

A Indonésia é um país muito barato, inclusive, foi o lugar mais barato que já estivemos.

A rúpia indonésia é outra moeda desvalorizada frente ao real, o que facilita a vida dos turistas brasileiros, e o custo de vida no país é bem baixo. Mas o que visitar na Indonésia?

Bali é a queridinha dos turistas e verdadeiramente é um lugar único, mesclando beleza natural, muita cultura e vida noturna agitada. Mas você pode ir além, afinal, são mais de 13 mil ilhas pelo país.

As Ilhas Gili são um paraíso para mergulhar. Lombok, Ilha de Sumatra, Ilha de Java, Parque Nacional de Komodo também são lugares interessantes para conhecer em uma viagem à Indonésia.

📷 @iamigerbase

Só evite a época das monções, que acontece geralmente entre novembro e final de março, mas que pode variar dependendo da ilha.

Europa

Os viajantes brasileiros têm muito interesse em visitar a Europa, devido às cidades históricas e aos monumentos icônicos. Contudo, com a alta do dólar e também do euro, os países da Europa Ocidental se tornaram ainda mais caros.

Optar por visitar a Europa Ocidental nos meses do inverno, começo da primavera e meados do outono é uma forma de tornar a viagem mais econômica, assim como se hospedar em hostels!

Para quem prefere destinos mais conhecidos, Portugal é uma excelente opção, já que o país é lindo, tem bons preços e uma variedade impressionante de paisagens.

Uma alternativa interessante é ir além da parte ocidental da região. Países como Estônia, Polônia, Albânia e Geórgia são destinos incríveis que vem sendo cada vez mais visitados por mochileiros.

Estônia

A Estônia está cada vez mais em alta! Sua capital, Tallinn, passou quase ilesa a muitas guerras, sendo extremamente bem conservada. A cidade ainda oferece uma mescla das culturas do norte da Europa, seja na comida, na arte ou na arquitetura.

📷@shkipp

Empresas de tecnologia, sistema excelente de transporte público e os festivais de músicas também fazem parte da cidade!

Como a Estônia é um país pequeno, você pode ir muito além da capital e conhecer lugares como: o Parque Nacional Lahemaa, a Ilha de Saaremaa e a bela cidade universitária de Tartu.

Polônia

A Polônia não é o destino mais diferentão da Europa. É muito comum que, quem estiver viajando com um orçamento mais curto, escolha a cidade como um dos seus destinos. Vale lembrar que é super fácil chegar à Polônia a partir de países da Europa Ocidental com voos low cost.

📷: @destinationeu

As cidades mais procuradas são Varsóvia e Cracóvia, mas há muitos parques e cidades menores para conhecer.

A capital,Varsóvia, sintetiza a história recente da Polônia na sua arquitetura, já que foi reconstruída após a Segunda Guerra Mundial. A Cracóvia é a cidade mais turística do país e uma das mais bonitas do continente.

Geórgia

Outro destino histórico, porém menos conhecido do que a Polônia, é a Geórgia, um país em ascensão no turismo europeu. A Geórgia está localizada às margens do Mar Negro, entre a Europa e a Ásia.

A capital Tbilisi precisa entrar na sua lista de viagens! Ela tem uma mescla super interessante entre uma arquiteture histórica e prédios mais recentes das décadas soviéticas. Você também vai encontrar restaurantes maravilhosos e muitos bares e cafés!

Albânia

A Albânia merece muito ser visitada em conjunto com os países dos Bálcãs, como a Croácia e Montenegro.

A capital Tirana tem uma vibe incrível, que acaba por atrair um monte de mochileiros.Também é possível visitar lugares históricos, como a otomana Gjirokaster, além das belas praias albanesas.

Explore!

Há vários países interessantes para você conhecer, então não se desespere com a alta do dólar. Planejamento e a escolha de destinos mais baratos vão facilitar as suas férias neste ano.

Esquecemos de algum destino bom para visitar quando o dólar está alto? Conta para a gente nos comentários!

📚 Sobre os Autores 📚

Jade e Maurílio já viajaram para mais de 30 países. Suas experiências mundo afora se tornaram dicas e artigos no blog de viagem Guia do Nômade Digital. Acompanhe suas histórias no blog e no Facebook.

Deixe um comentário

Get the App. QRGet the App.
Get the App. QR  Get the App.
Rolar para o topo