Viajar sozinho ou em grupo: qual a melhor opção para você?

Todo mundo gosta de viajar de maneiras diferentes e por diferentes razões. Seja pra relaxamento e conforto, ou pra aventura e aquela alegria constante ou pra cultura e novas experiências. Não existe um jeito certo ou errado de viajar, e hoje em dia existem opções para todo mundo. Um dos assuntos que sempre surgem nas conversas  que participo é a antiga discussão “Viajar em grupo ou sozinho”.

Então, como um viajante experiente em ambos eu reuni aqui as minhas principais coisas a considerar antes de fazer sua próxima viagem! O papo é Viajar Sozinho vs Viajar em Grupo. Dá só uma olhada pra decidir qual é o ideal pra você.

Viajar em grupo

1. Conhecer pessoas

Em uma viagem em grupo você tem a garantia de que vai formar um novo grupo de amigos para sair e descobrir novos lugares juntos até o fim da viagem. É bom ter isto em mente já que não é incomum em uma viagem sozinho acontecer de conhecer pessoas legais que iriam embora em um ou dois dias e você acaba nunca podendo viajar juntos. Mas em uma excursão você é conhece viajantes que pensam como você, muitas vezes de lugares e origens completamente diferentes, que não vão embora e  que vão compartilhar experiências incríveis por toda a viagem!

Você é apresentado a pessoas que talvez nunca teria a chance de conhecer de outra forma, ou que você poderia ter medo de se aproximar. Eu conheci algumas das pessoas mais interessantes em excursões em grupo por todos os cantos do mundo.

É uma ótima maneira de quebrar o gelo imediatamente, mesmo para o mais tímido dos viajantes, e muitas vezes amizades duradouras nascem. Além disso, há sempre alguém por perto para tirar aquela foto incrível pra você!

Solo travel vs Group tours - group picture

2. Atividades / Itinerário

Então você tem duas preciosas semanas de férias, acabou de em um novo país e não quer perder todas as paisagens e experiências incríveis que aquele lugar novo tem para oferecer. Não se preocupe! Sua excursão planejou o tempo com sabedoria, garantindo que você veja o máximo possível, conhecendo os lugares de destaque e, quem sabe, alguns pontos menos conhecidos e ocultos também. Ter o luxo de um guia de turismo local ou profissional treinado é sempre um a mais! A excursão só escolhe atividades testadas e comprovadas que sejam divertidas, seguras e confiáveis. Você pode acabar tentando algo que você normalmente não faria em um passeio se ele estiver incluído no itinerário. Eu, por exemplo, nunca teria feito aulas de culinária quando fiz a minha primeira viagem em grupo, mas adorei! Eu agora faço uma aula de culinária em quase todos os países que visito.

3. Acomodação e restaurantes fantásticos

Quantas horas você passou online pesquisando qual hostel tem piscina, boa localização, camas confortáveis, staff amigável e Wi-Fi decente? É um trabalho demorado. A empresa de turismo vai fazer tudo isso pra você, muitas vezes com check-in rápido e benefícios adicionais quando você chegar.

Comida é, pra mim, uma grande parte da minha experiência de viagem e nada é mais irritante depois de um dia explorando do que acabar em um restaurante decepcionante. Sua excursão tira este fator de risco de procurar os melhores restaurantes da cidade pra você poder aproveitar.

4. Segurança

Viajar sozinho em um país estrangeiro pode ser um pouco assustador para algumas pessoas, e como dizem por aí, ande em bando! Você não corre o risco de se perder em uma cidade estrangeira ou vagar pela parte errada da cidade com um grupo. Se alguma coisa der errado eles podem tomar as providências necessárias para falar com seu contato de emergência, caso você não consiga. Mais do que apenas a segurança física eles podem te poupar de ficar doente, lembrando-lhe para não beber a água da torneira ou ter sempre uma pessoa pra conversar se você está com saudades de casa. Ter uma comunidade de viajantes por perto que entenda o que você está passando pode ser inestimável às vezes.

Solo travel vs Group tours - beach picture

Em uma viagem em grupo você sempre tem alguém com quem contar!

5. Guia turístico

Todo tour vem com um guia turístico! Alguém pra organizar sua viagem maximizando a segurança, cuidar de todas as partes chatas e garantir que tudo corra da melhor forma possível para que você possa se concentrar na parte importante, se divertir! Um bom guia será o seu parceiro de dança, professor, amigo, mentor e ombro para chorar, eles costumam fazer a viagem um pouco mais especial para algumas pessoas e te incentivam a dar mais um pouco de si. Alguém que você pode fazer todas as perguntas que você quer e tem conhecimento da área em que você está, maximizando sua experiência de viagem.

Viajar sozinho

1. Liberdade!!!

Aaah! O supra sumo da experiência libertadora e rejuvenescedora de uma viagem. Viajar sozinho é com certeza o mais livre que eu já senti na minha vida. O mundo está na suas mãos, você pode escolher onde ir e quando quiser, até como quiser. Se você quer trabalhar em seu bronzeado e relaxar na praia, faça isso! Ninguém vai te impedir! Aquela cachoeira que alguém te contou sobre na noite passada? Claro, vá procura-la. Você é livre para fazer o máximo que quiser no seu próprio ritmo.

Solo travel vs Group tours - waterfall

2. Aproveite a sua própria companhia

Gosto de passar o tempo sozinho, eu posso ler, escrever, ouvir podcasts, ouvir a mim mesmo um pouco mais. Muitas vezes, quando você está cercado por outras pessoas, pode ser difícil relaxar tanto quanto você gostaria. Viajar te ajuda a aprender muito sobre você mesmo! Se você curte a sua própria companhia e se sente confortável comendo sozinho algumas noites, então viajar sozinho é o caminho para você!

Não quer dizer que você não vai encontrar pessoas pelo seu caminho vagando sozinho. Basta ir à cozinha do hostel ou às salas comuns pra encontrar um monte de gente como você. Vá batendo papo e veja se alguém tem alguma recomendação ou dicas sobre as atividades locais, você vai ver como acaba vivenciando novas experiências de viagem em pouco tempo. No Vietnã eu fui pro terraço do hostel pra tomar uma cerveja e, até o fim da noite, seis de nós tínhamos concordado em comprar motocicletas e dirigir durante seis semanas do Sul para o Norte de Vietnã juntos. Um amigo conheceu sua futura esposa naquela mesma viagem! Prova de que você conhecerá pessoas facilmente se quiser.

3. Siga apenas o seu próprio orçamento

Talvez você prefira gastar seu dinheiro em atividades e pontos turísticos do que em acomodações extravagantes, ou você prefira pegar um ônibus de 12 horas para economizar $5. Você controla pra onde seu dinheiro vai e pode viajar de acordo. Excursões podem custar mais dinheiro inicialmente, mas poupam ao longo da viagem. Por outro lado, ao viajar sozinho você pode acompanhar pra onde vai cada centavo conforme vai gastando, e estar de sempre de olho em barganhas!

4. Experiências únicas

Acho que em viagens independentes muitas vezes você se abre para uma experiência mais original (embora talvez com um pouco mais caos!). Na minha segunda noite nas Filipinas eu fiz amizade com o vendedor sorvete da praia! Nós compartilhamos cervejas, histórias e, claro, sorvete. Acabei passando a noite em sua casa e dormi no chão da sala de estar com a família enfiada debaixo de um mosquiteiro. Não dá pra recriar uma experiência como esta! Na Turquia conheci uma família que não falava uma só palavra em inglês. Eu dividi um churrasco com eles na beira do rio e nós “conversamos” (sem nenhuma língua comum!) por horas. Dá pra se libertar da norma quando você deixa a precaução de lado e vai em direção ao desconhecido sozinho e se abre para novas experiências.

Solo travel vs Group tours - drinks and sunset

5. Sentimento de realização!

Você vai descobrir que é capaz de praticamente qualquer coisa! Eu achava que nunca conseguiria dirigir em um país do Oriente Médio onde não conhecia nenhuma das regras de trânsito, em um veículo com tração do lado contrário ao meu… Mas não tive escolha, então fui em frente e adivinha só: Eu consegui! Voltar pra casa de uma viagem quando você se esforçou fisicamente e mentalmente é algo que vai ficar com você e torná-lo mais confiante em sua vida cotidiana. Esta é, sem dúvida, uma lembrança imbatível!!

Viaje!

Então lembre-se, cada viagem é pessoal e cada viajante está em busca de algo diferente. Certifique-se de pesar cada opção.

Aos viajantes solo: não descarte as viagens em grupo. Elas são uma experiência diferente e muita gente diz que é rejuvenescedor e relaxante. Você descobrirá que a maioria dos tours organizados são flexíveis e, no final do dia, é sua viagem. Então não se preocupe em perder sua liberdade!

Aos viajantes em grupo: não tenha medo de se soltar e pegar a estrada sozinho. Você vai ver como é libertador e não tão assustador quanto você pode ter pensado originalmente!

Você já tentou viajar sozinho e também em grupo? Qual você prefere?

 

📚 Sobre o autor 📚

Mark é um escritor independente de viagens, cinegrafista e guia turístico especializado no Sudeste Asiático. Ele pode ser encontrado perto do mar, seja surfando ou mergulhando. Ele gosta de visitar países de clima quente e culinária mais quente ainda. Acompanhe suas aventuras no Instagram.

Deixe um comentário

Rolar para o topo