Os 5 principais países que lideram o caminho do desenvolvimento sustentável e por que razão os deve visitar

Há muitas razões para cuidar do nosso planeta e, claro, a liberdade de continuar a explorar lugares maravilhosos é uma razão que está no topo da lista de muitos mochileiros. As Nações Unidas adoptaram 17 objectivos de desenvolvimento sustentável (ODS) em 2015 para trabalhar em questões sociais, económicas e ambientais. Talvez não seja surpresa saber que o Norte da Europa está no topo da lista dos ODS, com a Finlândia, a Dinamarca, a Suécia, a Noruega e a Áustria como os países mais sustentáveis, liderando a criação de um mundo mais sustentável.

Então, o que é que estes países sustentáveis têm de tão bom? Vale a pena visitá-los na sua próxima viagem?

Nós dizemos que sim! Eis porquê..

Finlândia

@seatbythewindowblog

A baixa densidade populacional permite a existência de cidades mais pequenas, repletas de espaços verdes e com pouca poluição atmosférica. Por isso, se procura uma escapadela urbana mais tranquila, a Finlândia pode ser o local ideal para a sua próxima escapadela de fim de semana.

Visite a impressionante Biblioteca Oodi, em madeira, e o renovado Museu de Arte Moderna de Espoo, em Helsínquia. Pode até comer qualquer coisa no Restaurante Nolla – um estabelecimento que serve comida sazonal e cria os seus menus com base na disponibilidade diária dos ingredientes.

Turku, a cidade mais antiga da Finlândia, é facilmente explorada com uma bicicleta eléctrica e é famosa por ser a porta de entrada para o Parque Nacional do Arquipélago. Aqui, há uma grande variedade de cruzeiros e autocarros aquáticos à escolha para explorar as ilhas circundantes.

E este não é o único parque nacional! A Finlândia está repleta de natureza intocada. Para aqueles que procuram actividades únicas quando viajam, porque não experimentar a procura de cogumelos no Parque Nacional de Nuuksio? Ou, pegue numa canoa e mantenha os olhos abertos para a foca anelada de Saimaa no

Sshh!... This is a secret

Discover the "next hot backpacker destination" this 2024.

Just so you know, we will be able to see if you open our emails to help us monitor the success of our marketing campaigns. You will find further details in our data protection notice.

Parque Nacional de Linnansaari.

Dinamarca

@ebony_howitt

Como se ser o berço da Lego não fosse suficientemente excitante, a Dinamarca vai ter a primeira capital neutra em termos de carbono até 2025. Copenhaga tem muito para fazer, desde provar cervejas artesanais a explorar castelos, e é fácil ser amigo do ambiente nas suas viagens até lá. Amager Bakke é uma central eléctrica de processamento de resíduos sustentável. Não é uma atração turística comum. Mas com o telhado convertido numa pista de esqui artificial e o lado deste edifício gigante a albergar a parede de escalada mais alta do mundo, vale bem a pena uma visita.

Samsø é uma ilha dinamarquesa autossuficiente, alimentada pelas suas 11 turbinas eólicas. Se gosta de passeios no campo, de história Viking e de batatas (quem não gosta de batatas?), este sítio é uma verdadeira joia. Procura uma dose de vitamina D? Talvez visitar a ilha mais solarenga da Dinamarca, Bornholm. Aqui podes encontrar praias, portos e uma abundância de produtos orgânicos servidos em excelentes restaurantes.

Suécia

@meganwithoutaplan

Smörgåsbord é apenas uma das palavras que nos vem à cabeça quando pensamos na Suécia e, como tal, as minhas duas primeiras recomendações enquadram-se na categoria de comida e bebida.

Fika. A palavra sueca para “pausa para café e bolo”. Este ritual diário é um estado de espírito para os suecos e está profundamente enraizado na sua cultura. Não sei bem porque é que este conceito não se espalhou para mais longe, mas aqui está o seu lembrete para comer bolo na Suécia. O Drop Coffee, em Estocolmo, concentra-se em grãos produzidos de forma sustentável e dá as boas-vindas a toda a gente para a diversão do Fika.

Se quiser tomar uma bebida agradável durante a sua viagem, talvez queira parar em Åhus para fazer uma visita à Absolut Home. Saiba mais sobre a história da Absolut Vodka e, presumivelmente, pegue em algumas amostras enquanto faz isso.

Depois, há Växjö, uma cidade que está na vanguarda da sustentabilidade há muito tempo, tendo limpado os seus lagos poluídos na década de 1970. É óptima para uma visita de verão, com uma infinidade de trilhos para caminhadas e locais de natação selvagem. A Suécia também consta da nossa lista de pousadas ecológicas, por isso não deixe de a consultar quando planear a sua viagem!

Noruega

@kalissatravels

Famosa pelos seus fiordes e pelas luzes do norte, não há dúvida de que a Noruega é um exemplo maravilhoso da beleza natural da Terra.

É facilmente acessível de comboio (via Copenhaga) e também é possível ir de ferry. Para quem procura umas férias sem voos, esta pode ser uma boa opção. Dentro do país, existem também boas ligações ferroviárias e encontrará algumas das mais belas viagens de comboio. Considere visitar o país fora de época, no inverno, para ver a paisagem transformada pela neve. Há alguns anos, visitei Bergen em janeiro e apanhei o comboio de Flåm, perto de Aurlandsfjord, que foi verdadeiramente mágico.

Existe também um esquema de Destinos Sustentáveis onde se pode encontrar locais que estão a trabalhar para o desenvolvimento do turismo sustentável. Um deles é Femund Engerdal, onde se pode fazer canoagem, caminhar ou andar de bicicleta enquanto se observa alces e renas selvagens!

Penso que é justo dizer que a maioria de nós tem a aurora boreal na sua lista de desejos. E por uma boa razão! A Noruega é um dos melhores sítios do mundo para as ver. O meu conselho? Visite a cidade de Tromsø , no norte do país, para ver a aurora boreal e conhecer uma cena sociável de mochileiros.

Áustria

@dani_g_dance

Mais de dois terços do território austríaco são constituídos por cadeias montanhosas, pelo que nunca se está longe de um cenário de picos cobertos de neve e de colinas verdejantes.

Lech é uma pitoresca aldeia alpina, famosa pelo seu esqui, saunas e caminhadas. Desfrute das vistas do teleférico em todas as estações e relaxe à noite com um fondue tradicional austríaco.

Para maravilhas naturais únicas, visite o Lago Verde na Estíria e o lago de montanha em forma de coração de Gaislachkogl. Como é que estes lugares são reais?!

Embora os trilhos para caminhadas estejam sempre por perto, também há muito para fazer nas cidades. Salzburgo – a cidade de Mozart – pode ser percorrida de barco no rio Salzach, um ponto central da Cidade Velha. Não se esqueça de visitar o singular Rock Theatre, um palco ao ar livre rodeado de pedra esculpida para uma acústica perfeita.

Finalmente, há uma razão para o Danúbio ser uma das rotas de ciclismo mais conhecidas da Europa. Não há dúvida de que andar de bicicleta nos meses de verão é uma opção de viagem tranquila e ambientalmente consciente.

Aqui estão os cinco países mais sustentáveis. Diga-nos nos comentários qual é o primeiro a entrar na sua lista de viagens para 2023!

Descarregue a aplicação Hostelworld para começar a conhecer pessoas a partir do momento em que faz a reserva


Também pode gostar…

A melhor lista de verificação de viagens éticas

Eco Warrior Hostels: Finalistas dos HOSCARs 2022

Get the App. QRGet the App.
Get the App. QR  Get the App.
Rolar para o topo